Suspense Terror

Espíritos e seres míticos são tema de Sobrenatural, de Paige McKenzie

Sobrenatural: Espíritos, seres míticos, fantasmas e demônios

Em Sobrenatural, Paige McKenzie, apresenta um universo em que seres da escuridão estão tentando destruir o mundo em que vivemos. Quando comecei a ler esse livro eu esperava sustos grandiosos e fantasmas assustadores, mas não foi isso o que aconteceu.

O livro conta a história de Sunshine, que ao se mudar para uma nova casa percebe que ela e a mãe não são as únicas que estão na casa. O fantasma de uma menininha que parece ter sido afogada e o seu assassino estão dividindo as paredes com a família dela.

Até esse ponto tudo bem, quem não divide a casa com alguns fantasmas, né?! Super normal! Hahaha Mas o que mais assusta a menina é que só ela parece notar as coisas fantasmagóricas que acontecem. A sua mãe continua a vida quase normalmente enquanto ela mal consegue dormir por conta das assombrações.

A história é bem simples e previsível. Pode ser que na continuação a autora aprofunde um pouco mais no assunto, mas nesse livro deixou a desejar… Não foi dessa vez que me assustei a ponto de não conseguir dormir.

Snopse do Skoob

sinopse-sobrenatural

sobrenatural, Paige McKenzie

Você acredita em fantasmas?

Sunshine Griffith é uma garota que acaba de fazer dezesseis anos. Depois de sua mãe receber uma proposta de emprego, as duas se mudam para a fria cidade de Ridgemont. A transição de Austin, para Ridgemont já é bem complicada para Sunshine, mas esse é o menor de seus problemas. Logo ela descobre que além de seu quarto ser, hum…, bem rosa, sua nova residência é uma casa poeirenta e assombrada. À medida que os fenômenos vão ficando mais frequentes, assustadores e perigosos, a mãe de Sunshine vai demonstrando um comportamento mais estranho. Restará a Sunshine aceitar seu destino e – juntamente com Nolan, a única pessoa que acredita na garota e seu único amigo na cidade – salvar sua mãe de um futuro tenebroso.

Baseado na famosa série do YouTube: The Haunting of Sunshine Girl.

Drama Mistério Opinião Policial

A Víuva – Best-seller do The New York Times é o melhor mistério de 2017

capa livro a viuva, Fiona Barton

A Viúva, o livro de estreia da Fiona Barton é Sensacional!

O romance narra um caso policial de diferentes pontos de vista, (o suspeito, a sua esposa, uma jornalista e o policial). Em A Viúva, Barton analisa os relacionamentos e o papel da mídia em investigações sobre crimes. Será que o jornalismo ajuda ou atrapalha nesses casos?

O Livro é best-seller do The New York Times, o que não é pouca coisa, então se prepare!

A história é basicamente sobre uma menininha que simplesmente some da frente da sua casa. Com a grande repercussão na mídia e a investigação se arrasta por anos sem que o verdadeiro culpado seja entregue a justiça.
Todas as pistas apontam para Glen Taylor, mas nada é conclusivo.

O livro inteiro é muito bem escrito e não dá para largar até chegar ao fim. Ele é intenso e muitas vezes faz você se perguntar se os fatos realmente aconteceram do jeito relatado ou se é somente a versão da pessoa que está contando a história.

Como fiquei com raiva da Jean, a viúva!

Fiquei pensando: como alguém pode ser tão burrinha assim? Tão influenciável… Eu acho que se tivesse um marido igual ao dela eu mesma tinha jogado ele na frente de um ônibus. O Glen é uma pessoa nojenta, autoritária e completamente cheia de si.

O que você faria se descobrisse que o seu marido fica vendo pornografia infantil na internet? Eu, com certeza, o mandaria para uma clínica psiquiátrica tipo aquela do filme A Ilha do Medo! Sei que é um transtorno psicológico que precisa ser tratado, mas mesmo assim não acho que teria estômago para ficar anos ao lado de uma pessoa assim. Durante o livro todo fiquei em dúvida que a Jean era realmente ingênua ou se ela só se fazia de sonsa para ficar em segundo plano durante toda a investigação.

Preciso tirar o chapéu, a personagem foi muito bem construída, ainda estou em dúvida…

Confesso que estava esperado uma grande revelação…

Tipo, a criança ficou anos escondida no porão, ou a mãe a matou e escondeu o corpo (bem ao estilo Bones), ou ela tinha sido raptada por alguém completamente diferente. Qualquer coisa… Eu achei que iria ter uma grande reviravolta, e fiquei esperando sentada! Mesmo assim indico a leitura para todos os fãs de mistério. Toda a investigação é muito bem elaborada, o fato da história ser atemporal juntamente com a mudança de narrativa faz com que nós fiquemos curiosos para saber o final o quanto antes.

O livro é completamente fora da minha zona e conforto literária, mas mesmo assim eu gostei muito. Está procurando um mistério policial? Leia a viúva! Você vai gostar!

Snopse do skoob

Ao longo dos anos, Jean Taylor deixou de contar muitas coisas sobre o terrível crime que o marido era suspeito de ter cometido.

Ela estava muito ocupada sendo a esposa perfeita, permanecendo ao lado do homem com quem casara enquanto convivia com os olhares acusadores e as ameaças anônimas.

No entanto, após um acidente cheio de enigmas, o marido está morto, e Jean não precisa mais representar esse papel. Não há mais motivo para ficar calada. As pessoas querem ouvir o que ela tem a dizer, querem saber como era viver com aquele homem. E ela pode contar para eles que havia alguns segredos. Afinal, segredos são a matéria que contamina (ou preserva) todo casamento.

Narrado das perspectivas de Jean Taylor, a viúva, do detetive Bob Sparkes, chefe da investigação, cuja carreira é posta em xeque pelo caso, e da repórter Kate Waters, a mais habilidosa dos jornalistas que estão atrás da verdade, o romance de Fiona Barton é um tributo aos profissionais que nunca deixam uma história, ou um caso, escapar, mesmo que ela já esteja encerrada.

Contos Drama Livros Poema Romance

Vestibular UFPR 2017/2018 – Lista de obras literárias

Obras literárias para o vestibular UFPR 2017.

Lista completa dos livros que cairão no vestibular.

Oi pessoal, resolvi passar aqui rapidinho para deixar a lista dos livros que vão cair no vestibular deste ano da UFPR.
Confesso que não li a maioria mas, para você que vai prestar vestibular este ano, é importantíssimo a leitura de todos eles.
Pessoal, nada de ler resumos hein !?
Por mais que o livro seja chato ou que não seja do seu gosto, leia tudo. Tenho certeza que sua nota depois vai compensar este esforço.
Uma dica:

Faça um bom café e vai lendo com calma, afinal de contas temos tempo de sobra até a prova.

Segundo a instituição serão os 8 livros abaixo.

Read More

Opinião Romance

O que são os “crushes literários”? Confira os top 5 do momento

Genteeeeee, happy valentine’s day!!!!!

EEEE! É dia dos namorados!!! E para comemorar a data especial vou responder a em que fui marcada no Instagram. Me colocaram em uma situação de super saia justa e me desafiaram na TAG #topfivemalecharacters , ou seja escolher meus #topfive crushes literários.

Crushes literários, são aqueles personagens que nos encantam e fazem com que fiquemos com uma “quedinha” por eles.

Tem tantosss, mas quando vou escolher não consigo lembrar de nenhum… Mesmo assim selecionei os meus favoritos no momento… Vamos à minha lista:

Rhysand – Corte de Espinhos e Rosas

Precisa explicar? Se você não entendeu a referencia, pelo amor de deus, vai ler esse livro! Larga tudo e vai agora!!!!!!

Kaden – Crônicas de Amor e Ódio

Ele é mau desde o início (quem é que gosta do bonzinho?)… Mas mesmo assim tem um coração super bonzinho e quero muito que ele seja feliz no final da história! Ainda não li o último livro da série, então não tenho ideia do que acontece… Estou com muito medo de me desapontar com o livro e estou enrolando para ler. Mas vou tomar coragem! Prometo!!

Ian – Perdida

Ah, o Sr. Carke! Quem já leu perdida entende esse cush… Um verdadeiro Sir de épocas esquecidas! Hahahaha A Carina Rissi sempre se supera!

Jamie – Outlander

Aiii o sotaque…. Sim, eu sei, livros não tem sotaque… Mas qualquer pessoa que já escutou um inglês ou um escocês falando sabe o que eu quero dizer! O Jamie é todo fofo, além de ser um guerreiro dos antigos clãs escoceses…

Julian – Dama da Meia Noite

A Cassandra Clare é a Queen em criar crushes… Mas como o Julian é o mais recente escolhi ele… Jace, Jem, Magnus, Will… Assim fica difícil!!

Concordam comigo? Quem são os Crushes de vocês? Comentem, comentem, comentem!!!

P.S.: No insta tem a foto do meu lindo love!!!!!!!

P.S.2: Não sei de quem são as fotos… Se alguém souber por favor, me avise que eu coloco os créditos!!

Distopia Fantasia Ficção

O ceifador, de Neal Shusterman, relata vida em sociedade perfeita

[Resenha] O Ceifador

Uma distopia sensacional! O Ceifador, de Neal Shusterman, foi o melhor livro do gênero que eu li esse ano.

Pense em uma época em que a humanidade venceu todos os seus inimigos. Desigualdade social, fome e doenças não afetam mais a população e mesmo a velhice não consegue mais acabar com a vida humana. O mundo é perfeito e todos vivem em harmonia sob o cuidado da Nimbo-Cúmulo, uma inteligência artifical perfeita que controla todo o mundo da maneira mais amável possível. A corrupção dos humanos não tem mais vez e ninguém consegue escapar dos seus cuidados, todos respondem à ela.

Peraí, quase todos estão sob o seu controle…

A Era da Mortalidade acabou, agora as pessoas são imortais e o crescimento populacional precisa ser controlado de alguma forma. Assim, foi necessário se criar a Ceifa, uma organização que seleciona aqueles que devem receber a morte definitiva.

Os ceifadores  são celebridades que refletem admiração e medo em todos. Com o passar do tempo muitos deles pararam de realizar seu trabalho da forma honrável que deveria ser e passaram a apreciar a ‘coleta’. Eles são os únicos que não estão sob a jurisdição da grande nuvem, e podem fazer o que bem entenderem sem precisar pagar pelas consequências. É fato que toda organização gerida por humanos está sujeita à corrupção, com a ceifa não seria diferente. Será que os ceifadores modernistas irão conseguir uma forma das vontades humanas mais obscuras voltarem a aparecer?

Rowan e Citra são estudantes de ensino médio e levavam uma vida comum até conhecerem o Honorável Ceifador Faraday. Por algum motivo os selecionou como aprendizes, mas o caminho até ganhar o anel de ceifador vai ser logo para os dois. Além de aprender as mais variadas formas de tirar uma vida, eles precisarão entender o jogo de poderes dentro da Ceifa e que nem sempre os bons são os que tem um final feliz.

Sério, gente! Esse livro superou todas as minhas expectativas. Não da vontade de parar de ler! Você fica com aquela sensação de “só mais um capitulo” que não acaba até o fim do livro! Como é uma trilogia estou louca para ver como a história vai continuar.

SPOILER ALERT

Read More

Drama Fantasia Livros Opinião Romance

A Rebelde do Deserto mistura fantasia e crítica social em aventura épica

Capa do livro a rebelde do deserto

[Resenha] A Rebelde do Deserto

O que eu achei

Faz algum tempo que eu queria ler A Rebelde do Deserto, da Alwyn Hamilton, e estava sempre na minha lista. Infelizmente sempre aparecia alguma coisa mais interessante para ler e eu deixava esse livro de lado.

A história se passa no deserto de Miraji, que é o lar de seres místicos e humanos. Apesar de dividirem o mesmo habitat as coisas não vão muito bem entre as duas raças. Os humanos tendem a destruir o meio ambiente, que é a fonte de vida dos seres imortais… Mas este problema não impede que eles se relacionem e gerem filhos híbridos, personagens de destaque nessa trama.

Amani é uma das “filhas do deserto”, que depois da morte da mãe precisou morar com o tio carrasco. Agora ela está em uma encruzilhada: ser a próxima esposa do tio e ter uma vida medíocre ou tentar escapar e deixar tudo para trás. Não é muito difícil saber qual a escolha dela, né?!

Ser a melhor atiradora da região a ajudaria a conseguir mais respeito ou prestígio, mas isso não acontece por um único motivo: ela é mulher! Disfarçada de homem, Amani entra em uma competição de tiros e logo ganha o respeito de um forasteiro que pode ajudar muito com seus planos. Depois de muita confusão, ela e o forasteiro Jin acabam por se tornar os mais procurados pelo sultão.

O que eu achei mais legal em a rebelde do deserto

Foi a crítica social. A autora conseguiu criar um cenário muito parecido com a Arábia em costumes e tradições. Na história conseguimos perceber 3 pontos bem fortes: desigualdade econômica, uma cultura que diminui o valor da mulher e a guerra religiosa. Isso te lembra alguma coisa?

Nessa aventura a heroína passa a conhecer mais sobre si mesma e a sua história e, quando entra para a rebelião, percebe que o mundo pode oferecer a ela mais do que um casamento forçado ou um lugar abaixo dos homens.

Se vale a leitura? Vale… O livro me lembrou muito Jogos Vorazes, não sei se é porque a Amani lembra um pouco a Katniss ou se é o livro em si, mas achei bem parecido…  A história não me surpreendeu muito, mas a leitura foi leve e rápida. Não só recomendo como vou ler o segundo, com certeza.

Snopse do skoob

O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher.
Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele.
Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade.
Ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola. Nem que um forasteiro misterioso seria responsável por lhe revelar o deserto.

Page 3 of 16
1 2 3 4 5 16